Dicas: Preparando-se...

Leia estas preciosas recomendações de Sri Chinmoy para a meditação e, aos poucos, procure incorporá-las de forma natural à sua prática diária.


/br/br_files/lion

PREPARANDO-SE PARA MEDITAR

Quando você medita em casa, deve ter um canto em seu quarto que seja absolutamente puro e santificado – um lugar sagrado que usará apenas para meditar. Ali você pode montar um altar, onde pode manter uma foto do seu mestre espiritual.

Antes de começar a meditar, seria muito bom se você pudesse tomar um banho. A limpeza do corpo ajuda muito na purificação da consciência. Se não for possível tomar um banho, você deve ao menos lavar o rosto. Também é aconselhável usar roupas leves e claras.

Se queimar incenso e mantiver algumas flores em frente ao altar, isso também lhe ajudará. O aroma do incenso talvez lhe dê apenas uma gota de inspiração e purificação, mas essa gota pode ser somada ao seu tesouro interior.

O mesmo ocorre se acender velas durante sua meditação. A chama da vela por si só não lhe dará inspiração, mas, quando você a observar, imediatamente sentirá a chama da aspiração de seu ser interior subir alto, mais alto.

Enquanto estiver realizando sua meditação individual diária, tente permanecer sozinho. Isso não se aplica a um casal que tem o mesmo Mestre espiritual. Não há problemas se eles meditarem juntos. Do contrário, não é aconselhável meditar com outros durante sua meditação individual diária.

Não é bom meditar após ter ingerido uma grande quantidade de comida. O corpo tem milhares de nervos sutis, que se tornam pesados após uma grande refeição, não permitindo meditar apropriadamente. O corpo, a consciência e os nervos estarão pesados e sua meditação não será boa.


POSTURA

Quando meditar, é importante manter a coluna ereta e o corpo relaxado. Se o corpo estiver tenso, todas as qualidades divinas que fluírem para dentro de nós não serão recebidas. O corpo não deve ficar desconfortável. Enquanto você estiver meditando, seu ser interior espontaneamente o levará a uma posição confortável. E aí ficará a seu cargo mantê-la. A principal vantagem da posição de lótus é que ela ajuda a manter a coluna ereta. Mas ela não é muito confortável para muita gente. Muitos meditam muito bem sentados em uma cadeira.

Também não é nada aconselhável meditar deitado, mesmo para aqueles que já meditam há anos. Os que tentam meditar deitados acabam entrando em uma espécie de torpor ou devaneio interior. Além do mais, enquanto você está deitado, sua respiração não é tão satisfatória quanto a usual, numa postura ereta. E uma respiração adequada é muito importante na meditação.


OLHOS ABERTOS X OLHOS FECHADOS

Aqueles que meditam de olhos fechados costumam adormecer. Por cinco minutos eles meditam, por quinze permanecem no mundo dos sonhos. Nele não há energia dinâmica, apenas letargia, complacência e uma espécie de sensação doce, relaxante. Quando você mantém seus olhos fechados durante a meditação e entra no mundo dos sonhos, pode desfrutar de todo tipo de fantasias. Sua imaginação fértil irá convencê-lo que você está entrando nos mundos mais elevados. Existem muitas maneiras pelas quais você pode se enganar achando que está tendo uma meditação maravilhosa.

O melhor, portanto, é meditar com os olhos entreabertos. Dessa forma você está ao pé da árvore e, ao mesmo tempo, no galho mais alto. A parte de você que está com os olhos semi-abertos é a raiz, simbolizando a Mãe-Terra. A parte que mantém os olhos semi-fechados é o galho mais elevado, o mundo da visão, o Céu. Sua consciência está no plano mais elevado e também aqui na Terra, tentando transformar o mundo.


ACALMANDO A MENTE

Para um principiante, o melhor é começar com concentração. Do contrário, no instante em que tentar tornar sua mente calma e quieta, milhões de pensamentos indesejados entrarão e não lhe permitirão meditar nem por um segundo. Se você se concentra, desafia esses pensamentos errados que tentam entrar. Então, no começo, pratique apenas concentração por alguns minutos.

Para qualquer caminho de meditação que venha a seguir, o primeiro passo a ser tomado é tentar tornar a mente calma e quieta. Se a mente estiver constantemente vagando, se a todo o momento for vítima de pensamentos implacáveis, você não fará qualquer progresso.

A mente não é necessária para a meditação, pois pensar e meditar são duas coisas absolutamente diferentes. Quando meditamos, o pensamento não ocorre. A meta da meditação é nos livrar de todo tipo de pensamento.


ASSIMILAÇÃO DOS RESULTADOS

Depois de terminar sua meditação, você precisa assimilar os resultados dela. Só depois da assimilação, sua meditação se tornará uma experiência sólida e permanente.

Se você, por exemplo, entrar numa discussão com alguém logo depois de meditar, perderá tudo o que recebeu durante a meditação. Mesmo se só conversar com alguém poderá perder o que conseguiu. Por isso, você não deve conversar com ninguém logo após a meditação. Não até ter assimilado tudo. Também não deve comer logo depois. Mas pode se mover ou pode fazer alguma leitura espiritual.

Você deve manter a luz que recebeu por meio da atenção constante e do cuidado com a maneira como você lida com o mundo exterior.


REGULARIDADE E PONTUALIDADE

É absolutamente importante ter um horário fixo para sua meditação.

Suponhamos que você queira meditar às seis e meia da manhã. Se acordar às sete, sua letargia e sua preguiça levarão embora toda sua aspiração. E sua letargia tentará se justificar. Ela entrará na sua mente consciente e dirá: “Oh, eu cheguei em casa tão tarde, foi por isso que não pude levantar”. Ou dirá: “Nos últimos seis dias, eu me levantei às seis e meia. Como Deus é todo bondade, hoje Ele me perdoará”. Mas você precisa saber que a ignorância está mais alerta que sua própria aspiração. Uma vez que você comece a se justificar, não haverá fim para isso.

Existem muitas maneiras de sua mente se justificar por ter acordado tarde. Mas, mesmo que tenha chegado em casa tarde, isso não significa que você não fará primeiro as primeiras coisas. E a primeira coisa é a meditação, a primeira coisa é Deus.

A regularidade lhe dirá que a meta é real. Mas se for pontual, imediatamente um tipo de dinamismo estará lá.

Se for regular e pontual na sua meditação, você notará seu próprio progresso. Se puder meditar sinceramente, com toda a alma, num horário fixo, todos os dias, chegará um tempo em que você se tornará um especialista.

Depois, poderá meditar enquanto faz qualquer coisa e não precisará de um horário fixo. Finalmente você será capaz de meditar 24 horas por dia, mesmo quando estiver conversando com outras pessoas ou fazendo as várias atividades do dia a dia. Mas para isso você precisará de muitos anos de prática.


CANTANDO

Próximo à verdadeira espiritualidade está a música, a música espiritual. Se cantarmos canções espirituais, aumentaremos nossa aspiração. Ainda não podemos meditar vinte e quatro horas por dia, nem mesmo dezesseis ou oito horas. Isso é impossível para seres humanos comuns. Mas se cantarmos, mesmo sendo maus cantores, sem dificuldade poderemos fazê-lo por até três ou quatro horas. Mesmo se você tiver bem pouco talento musical, se passar quinze, dez ou mesmo cinco minutos aprendendo minhas canções, isso lhe ajudará em sua vida espiritual.


LEITURA

Gostaria de lhes dizer que uma das maneiras mais efetivas de entrar na minha mais alta consciência é ler meus escritos espirituais. Quando ler meus textos, posso lhe garantir que você imediatamente entrará em minha consciência. Meus escritos estão carregados dela. Eu não posso separar minha realização dos meus textos. Se você ler meus escritos todos os dias, obterá um conhecimento, uma visão e uma realidade mais profundos.

Nota: Você encontrará uma seleção de escritos de Sri Chinmoy em prosa e poesia na página Biblioteca. Sugerimos que você utilize-os como parte de sua prática diária, lendo antes ou depois de sua meditação.

MANTRA E JAPA

Um mantra representa um aspecto particular de Deus. Cada mantra tem um significado especial e um poder interior. Pode ser uma sílaba, uma palavra, algumas poucas palavras ou uma sentença. Quando você repete um mantra muitas vezes, isso é chamado de japa (pronuncia-se “djapa”).

Se quiser obter total purificação de sua natureza, então o japa poderá ser muito eficiente se você o fizer de maneira sistemática, passo a passo.

No primeiro dia, repita quinhentas vezes “Aum” ou “Supremo” ou qualquer outro mantra que seu mestre tenha lhe dado. No dia seguinte, repita-o seiscentas vezes. No dia seguinte, setecentas. E assim por diante, aumentando cem por dia, até você atingir mil e duzentas repetições no final de uma semana.

Então comece a decrescer cem a cada dia até você atingir quinhentas repetições novamente. Dessa forma, você poderá subir na árvore e descer da árvore.

Por favor, continue esse exercício, semana por semana, durante um mês. Queira você ou não, o mundo lhe dará um novo nome: pureza.


NUNCA DESISTA!

Algumas vezes, enquanto caminha pela estrada, você verá belas árvores com ramos, flores e frutos. Outras vezes, verá que há apenas uma estrada, sem nenhum belo cenário. Em outras ainda, poderá sentir que está num caminho sem fim através de um deserto árido, e que a meta está inimaginavelmente distante. Mas você não pode desistir de andar apenas porque a distância parece longa, ou porque está cansado e não tem inspiração. Você deve ser um soldado divino e marchar bravamente em frente, incansavelmente. A cada dia, você viajará outra milha. E, tomando um degrau por vez, finalmente atingirá sua meta. Então sentirá que a luta definitivamente valeu a pena.