Sobre a Música

Apreciando a música: o que é, como deve ser ouvida, como pode ser uma forma de serviço dedicado?

/br/br_files/organ(texto de Sri Chinmoy)  

Música e meditação não podem ser separadas. Quando suplicamos por paz, luz e felicidade dos mais profundos recônditos de nosso coração, esse é o melhor tipo de meditação. Não conseguimos meditar vinte e quatro horas por dia, mas podemos meditar por duas horas. Podemos tocar ou mesmo ouvir música durante algumas horas. Se tocarmos música divina durante a meditação profunda, ela vai intensificar a meditação. Vai ajudar a elevar a consciência imediatamente. Se você gosta de música, então tocar canções sublimes ou cantar durante sua meditação em casa certamente vai ajudá-lo. Logo depois da meditação vem a música. No entanto, precisa ser música sublime, música que estimula e eleva nossa consciência aspirante. Quando tocamos música sublime, psíquica, somos imediatamente transportados para um reino mais elevado de consciência. Quando tocamos música com toda a alma, vamos para o alto, mais alto, altíssimo.

   

Apreciando a música

 

As músicas que terão mais influência no futuro serão aquelas que vêm diretamente da alma e são aceitas imediatamente pelo coração, vital, mente e corpo aspirantes. Às vezes, você pode cantar canções muito sublimes com toda a alma, mas só o coração aspirante as aceita. A mente duvidosa ou intelectual acha muito difícil apreciar qualquer coisa. O vital agressivo ou agitado e o corpo sombrio ou sonolento também acham muito difícil apreciar as canções. Mas quando uma canção sublime é cantada com toda a alma e, ao mesmo tempo, apreciada pelos membros da família interior – corpo, vital, mente e coração – no nível da alma em que é cantada, definitivamente ela tem a maior influência na humanidade.

Às vezes, você canta uma canção com toda a alma no plano do coração. Se ela não é apreciada na esfera do coração, se é apreciada somente no âmbito mental, vital ou físico, não se obtém dela alegria, inspiração e satisfação plenas. Para se conseguir satisfação plena, é necessário alcançar o patamar no qual a canção é cantada e apreciá-la ali antes que ela vá a um nível inferior. Se ela está no plano do coração, precisa-se atingi-lo para apreciá-la. Pode-se também apreciá-la a partir de um nível inferior, mas não será tão eficiente.

   

Sobre a Música de Sri Chinmoy

  /br/br_files/ckgsofia.jpg

Sri Chinmoy na Bulgária, em 2000

Pergunta: Por que você faz essas coisas?  

Sri Chinmoy: Estou tentando, de acordo com a minha humilde capacidade, prestar serviço dedicado à humanidade. Vou às Nações Unidas para oferecer meditações desde 1970. Além disso, compus vários poemas e canções, e também fiz milhares e milhares de pinturas. Faço tudo isso para inspirar os outros. De modo semelhante, outras pessoas também fazem várias, várias coisas para me inspirar. Se estou inspirando as pessoas e elas estão me inspirando, nos tornamos seres humanos bons. Quando inspiramos, tentamos fazer muitas, muitas coisas boas para todo mundo.

   

Saiba Mais